Cultura

Ria com “Iídiche Mamma Mia”, sobre as mães judias e italianas

As mães judia e italiana, respectivamente, iídiche mama e a mamma mia, têm muitas características em comum quando o tema é a criação dos filhos. O publicitário e escritor Márcio Pitliuk discorre com muito bom humor sobre o assunto. Em 1994 ele lançou o livro Iídiche Mamma Mia – Diferenças e semelhantes entre mães judias e italianas (Editora Globo, 128 páginas). Baseado nesta obra, a peça Iídiche Mamma Mia estreou no Teatro Folha, localizado no Shopping Pátio Higienópolis, em São Paulo. Fica em cartaz até 12 de junho, em apresentações semanais.

Dirigida por Ariel Moshe, a peça de Pitliuk retrata quadros de uma típica família judaica ao longo de uma madrugada repleta de neuroses, memórias e divagações de um filho de 45 anos (Fernando Chapaval) imerso em um hilariante relacionamento com a sua legítima e insubstituível iídiche mama (Eliane Guttman) – na foto acima, de André Alves.

O diretor Ariel Moshe (em pé, de camisa preta) e o elenco da peça (foto André Alves/divulgação)

Entre um gefilte fish (bolinho cozido de peixe, geralmente carpa, servido com uma rodela de cenoura em cima e comido com molho de chrein, raiz forte), uma perna quebrada, vizinhos, um gênio da garrafa e o retrato de Ben Gurion (1886-1973, um dos fundadores do Estado de Israel) como testemunha, uma troca inesperada é feita. O fio condutor da narração passa pela máxima em iídiche: “Ales is einu ish nischtu baikeinu”, que na tradução para o português, “Tudo o que há de bom não tem para todo mundo”.

No elenco da peça estão, entre outros, Eliana Guttman e Fernando Chapaval. Ela, conhecida do público por seu trabalho em novelas da Globo, Record, Band e do SBT, e com uma sólida carreira na sétima arte, tendo atuado em filmes como Sabor da Paixão, Feliz Ano Velho, Bellini e a Esfinge, Olga, O Xangô de Baker Street, De Quem Você Mais Gosta e O Mário. Ele, egresso da Oficina de Atores Nilton Travesso, com atuações em peças como Conflitos do Oriente Médio, Viagem ao Centro de Você e Mala de Hanna.

A capa do livro que deu origem à peça (reprodução da internet)

SERVIÇO:
Iídiche Mamma Mia
Teatro FolhaShopping Pátio Higienópolis
Temporada até 12 de junho de 2019, sempre às sextas feiras, às 21h
Duração: 75 minutos
Classificação etária: 12 anos
Preços: Setor A R$ 70 inteira e R$ 35 meia-entrada; Setor B R$ 60 inteira e R$ 30 meia-entrada

1 comentário em “Ria com “Iídiche Mamma Mia”, sobre as mães judias e italianas

  1. Renato Enzo Carone

    Sensacional! Boa dica.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: